M.A.C.V. Escola Técnica de Formação em Saúde e Educação

M.A

Finanças


cv

Datas de Início

  • Assomada (Ilha de Santiago)
     

    Presencial: 07 Março de 2016

    Horários disponíveis:

    3 x por semana em horário Laboral e Pós-Laboral

  • Praia (Ilha de Santiago)
     

    Presencial: 07 de Março de 2016

    Horários disponíveis:

    3 x por semana em horário Laboral e Pós-Laboral

  • Mindelo (Ilha de S. Vicente)
     

    Presencial: 07 de Março de 2016

    Horários disponíveis:

    3 x por semana em horário Laboral e Pós-Laboral

  • Santa Maria (Ilha do Sal)
     

    Presencial: 07 de Dezembro de 2015

    Horários disponíveis:

    3 x por semana em horário Laboral e Pós-Laboral

INSCREVE-TE JÁ

Objectivo Geral:

Enquadramento do curso: 

É o profissional que, no respeito pelas normas do ambiente, higiene e segurança, cuida de crianças durante as suas actividades, refeições e horas de repouso, vigiando e orientando comportamentos e actividades e cuidando da higiene, vestuário, alimentação e acompanhamento em passeios, excursões e visitas, promovendo o desenvolvimento integral e harmonioso tanto de crianças com um desenvolvimento normal como de crianças com necessidades especiais de educação. Hoje em dia com a inclusão da mulher no mercado laboral, a profissão de técnica auxiliar de ação educativa converteu-se numa das profissões mais procuradas: Tem agora a oportunidade de se tornar num destes profissionais.

 

Perfil profissional: 

Acompanhar e cuidar de crianças com idade até aos 6 anos, incluindo crianças com necessidades específicas de educação, durante as suas actividades quotidianas e de tempos livres, garantindo a sua segurança e bem-estar e promovendo o seu desenvolvimento adequado. Colaborar e/ou executar a planificação das actividades pedagógicas e lúdicas nos diversos contextos em que actua, tendo em conta as necessidades educativas e a idade das crianças. Assegurar as condições de higiene, segurança e organização do local onde as crianças se encontram, bem como, dos brinquedos e outros materiais utilizados. Informar os encarregados de educação e/ou o/a Educador/a de Infância sobre eventuais problemas de saúde ou outros respeitantes às rotinas diárias da criança.

 

Referencial de competências a adquirir: 

Consciencializar o formando do papel da Psicologia educacional nas escolas como estratégia de:

Reconhecer o papel da psicologia educacional e seus princípios: historia, as principais escolas e tendências atuais.

Saber acerca dos projetos individuais educativos – PI e sua importância/intervenção no terreno

Reconhecer as estratégias de aprendizagem e a modelagem dos alunos

Identificar os problemas de comportamento com vista ao reconhecimento dos reforços/ punição nos alunos e seus impactos

Saber a importância dos projetos educativos com a escola, família e comunidade. 

Identificar os aspetos acerca da motivação e relacionar com a teoria de Maslow.

Entender os aspetos inerentes a autoestima, autoconceito e autoeficácia dos alunos

Reconhecer os aspetos inerente á Fobia escolar e Absentismo escolar dos alunos

Identificar as representações sociais e os aspetos da liderança.

Introduzir a discussão da educação como tema sociológico;

Fornecer um referencial básico para a compreensão do processo educacional à luz da sociologia;

Reconhecer conceitos relativos ao desenvolvimento social da criança e identificar as formas de intervenção para promover a sociabilidade

Caracterizar o processo de socialização na criança

Promover junto dos formando um conjunto de informações/competências na área da formação e educação de crianças no âmbito do trabalho educacional

Consciencializar acerca das Relações Interpessoais – Relações Humanas

Reconhecer os processos de comunicação nomeadamente: atitudes comunicacionais e comportamentos comunicacionais

Saber quais os aspetos inerentes à interação com as crianças

Reconhecer os aspetos de desenvolvimento infantil

Consciencializar acerca do processo comunicacional: o Brinquedo

Identificar e relacionar a criança com o brinquedo

Vivenciar jogos comunicacionais 

Identificar/ Experienciar a planificação de projetos educacionais

Saber os aspetos inerentes à gestão de sala de aula e reconhecer bons e maus gestores 

Consciencializar o formando das Necessidades Especiais das crianças no âmbito educativo e as diferentes estratégias na intervenção em contexto escolar.

Consciencializar para a importância das parcerias comunitárias na intervenção escolar

Realçar para a importância do funcionamento do trabalho em equipa, os grupos e seu funcionamento

Reconhecer a escola como agente socializador privilegiado

Saber o que são projetos de Educação parental e reconhecer o seu papel nas escolas

Identificar a importância da adaptação e integração escolar

Reconhecer os aspetos inerentes ao processo educativo: motivação, dificuldades de aprendizagem, a depressão, tristeza, fantasia, perguntas, mentira, roubo, a gaguez e tiques, choro e birras e a disciplina

Identificar a hiperatividade e défice de atenção no processo educativo

Reconhecer as deficiências: motoras, visuais, auditivas e mentais nos processos de aprendizagem.

Identificar as diferentes fases do desenho infantil, analisar as diferentes fases do desenho infantil, interpretar as reações das crianças perante os seus desenhos, interpretar as cores utilizadas nos desenhos, interpretar as formas utilizadas nos desenhos.

Conhecer e realizar diferentes técnicas de expressão plástica.

Conhecer e utilizar diferentes utensílios de expressão plástica. 

Preparar e saber utilizar corretamente diferentes materiais de trabalho.

O formando deve ser capaz de:

Questionar-se e expressar-se com frases curtas

Responder a situações do dia-a-dia

Reconhecer vocabulário/indicações/informações/sobre temas gerais

Escrever pequenos textos de informação pessoal.

Promover a análise de situações educativas para:

Compreender as competências dos diferentes intervenientes da relação pedagógica;

Compreender a organização e a dinâmica das instituições educativas;

Compreender, relativamente ao binómio ensino-aprendizagem, as funções do agente da Componente «ensino» e o sujeito da «aprendizagem»

Valorizar a construção de conhecimentos, a reflexão e o sentido crítico;

Desenvolver a criatividade;

Desenvolver atitudes e valores de cooperação que facilitem a relação entre os intervenientes do processo ensino-aprendizagem em diferentes contextos.

Tomar consciência do contributo da realização de actividades que apelam à participação activa, à criatividade e experiência individual;

Consciencializar o formando da importância de uma alimentação saudável. Dar a conhecer roda dos alimentos e o valor calórico de cada alimento.

Alimentação, o papel fundamental que tem no desenvolvimento intelectual, emocional e físico da criança.

No final da Acção os formandos deverão ter adquirido os conhecimentos necessários que permitam:

Saber optar pelo Sistema de assistência adequado

Saber qual o Plano de Acção do socorrista

Avaliar os riscos para o socorrista e tomar as devidas precauções

- Avaliar uma situação de acidente com lesões, identificando e intervindo nas situações concretas das diversas temáticas dos Primeiros Socorros; 

- Aplicar as manobras de Suporte Básico de Vida numa vítima em paragem cardiorrespiratória

No final da Acção os formandos deverão ter adquirido os conhecimentos necessários que permitam:

 Promover, em particular, as atuações de prevenção básica, tais como a ordem, a limpeza, a sinalização e a manutenção geral, e garantir a sua continuação e controlo; 

Realizar avaliações elementares de riscos e, para cada caso, estabelecer medidas de prevenção compatíveis com o grau de formação;

Colaborar na avaliação e controlo de riscos gerais e específicos da empresa efetuando visitas para o efeito, dando atenção às queixas e sugestões, registando a informação e outras funções análogas que sejam necessárias;

Atuar em caso de emergência e primeiros socorros gerindo as primeiras intervenções para esse efeito;

Cooperar com os serviços de Prevenção que se adaptem a cada caso.

 

Duração do Curso

O curso terá a duração 18 meses + 320 horas estagio em contexto de trabalho. 

 

 

Estágio:

O estágio em contexto de trabalho tem a duração de 320 horas, podem ser repartidas de acordo com a disponibilidade da Instituição e do formando. O Estágio pode ser realizado em Cabo Verde e em Portugal.

 

 

Pré-requisitos:

O candidato/formando deverá ter a escolaridade mínima obrigatória. 

Entregar no ato da candidatura, cópia de documento identificativo actualizado, cópia de numero de contribuinte, cópia de certificado de habilitações literárias, curriculum vitae, duas fotografias.

Submeter se a uma entrevista individual.

 

 

Condições de Acesso: 

 

  • Diplomados do ensino básico
  • Titulares de qualificação profissional nível II
  • Individuos com idade igual ou superior a 25 anos (aprovação pendente mediante avaliação curricular)

 

 

 

Grau conferido: 

 

Nível de Formação do QNQ: 3

 

INSCREVE-TE JÁ
ver todos os cursos

Auxiliar de Acção Médica

Estágio garantido!